sexta-feira, 31 de agosto de 2018

I Congresso Luso Galaico de Medicina Popular - DECORREU EM VILAR DE PERDIZES ENTRE 9 E 12 DE JUNHO DE 1983

I CONGRESSO de MEDICINA POPULAR EM VILAR de PERDIZES (1983): Doutor Barroso da Fonte, ladeado à direita pela sua mãe e à esquerda pelo seu pai. O Padre Fontes é o quarto elemento da mesa, com a cabeça inclinada para a direita.

Por BARROSO da FONTE
DECORREU EM VILAR DE PERDIZES ENTRE 9 E 12 DE JUNHO DE 1983

nscreveram-se como participantes ativos 116 congressistas portugueses e estrangeiros.
Desse I Congresso ficaram recortes de cerca de três centenas de jornais e revistas nacionais e estrangeiras.
Sobre ele, a Delegação do Norte da Direção-Geral da Comunicação Social elaborou, por essa altura, três volumes temáticos que distribuiu às Bibliotecas mais representativas da região norte e também aos próprios órgãos da imprensa.
Temos connosco o primeiro desses 3 volumes e, certamente, outros investigadores, mais tarde munidos de equipamento informático, conservarão material precioso que será útil a eventuais académicos que pretendam elaborar estudos antropológicos, etnográficos e afins.
O Padre Fontes já, por várias vezes, me sensibilizou para tal tarefa. Mas com esta idade seria estultícia excessiva. Endosso essa incumbência a alguém que queira empreender tal feito, pois as 32 edições que decorreram neste mesmo palco e, anualmente, no primeiro fim-de-semana de Setembro de cada ano, mereciam ficar documentadas, sobretudo enquanto por cá ainda se arrastam alguns daqueles que – como o pioneiro de tudo isto – estão vivos.
Não foi fácil a um Homem só, por maior empenho que dedicou a esta vertente cultural, congregar meios e vontades para repetir, inovando. Urge repensar o futuro do Congresso. Vilar de Perdizes, a Região de Barroso e, sobretudo, os congressistas que tanta vida deram a tão louvável iniciativa.
Este Congresso, que se iniciou há 35 anos e que apenas não se realizou em três dessas anuidades, não deve morrer, nem ser abandonado.
Como participante em todas as edições realizadas, procurei reunir uma amostragem de recortes de órgãos de imprensa escrita, um pouco daquilo que se escreveu em 1983. É uma ténue imagem. Mas no espólio das restantes edições há muita matéria digna de registo.
B. F.
Vilar de Perdizes, 31 de Agosto de 2018





Nota: O Congresso deste ano (2018) abre hoje (31 de Agosto) e prolonga-se durante o fim-de-semana (2 e 3 de Setembro).



Sem comentários:

Enviar um comentário