sexta-feira, 10 de outubro de 2014

Foz do Kwanza (ANGOLA)


Portugal, minha terra.

Por: Costa Pereira
1
Seguindo em frente, pela mesma estrada, a cerca de uns 16km da portagem do Kwanza, deparamos á nossa direita com um desvio, que já teve trancão, cujo piso que também já foi excelente nos conduz à sedutora Foz do Kwanza, paradisíaco parque de lazer, na margem direita da foz do maior rio genuinamente angolano.
2
Espaço envolvido por uma variada e exótica flora das zonas tropicais, a comuna de São João Baptista da Barra do Kwanza que já foi um dos mais concorridos e admirados espaços de atração turística mete dó passar hoje por lá e ver o desleixo em que se encontra.
3
Lá ao fundo a caminho da barra, existe um restaurante para quem de jipe através de picada lá chegar.
4
Para conhecer a Foz do Kwanza só havia que chegar aqui, aqui no interior da comuna de São João Baptista da Barra do Kwanza, onde grandes estruturas hoteleiras foram montadas e sonhos de progresso e desenvolvimento jogados, com os resultados à vista...
5
O selo de garantia da minha passagem pela Foz do Kwanza. De regresso voltamos em busca doutro destino, com um adeus à Barra, e uma paragem a meio do trajecto para visitar a casa de oração católica
6
Exterior da igreja paroquial de São João da Baptista, da Barra do Kwanza. Sem comentários.
7
Comentários para quê? Interior da igreja de São João Baptista, da Barra do Kwanza.
8
Com paragem e lento andamento por causa do piso ao cabo de uns 18 minutos estávamos chegados à estrada que deixamos antes da portagem da Ponte do Kwanza, a única portagem que neste momento se paga em Angola. Dista 72km da cidade de Luanda. Também com as estradas que por enquanto Angola tem, obrigar a pagar portagens era como que sacar os "kwanzas" sem bazuca...
9
Ponte que ali liga a província de Luanda com a província do Bengo. Eram 14h20, e a barriguinha a contar horas. Mas com maravilhas destas, nem a fome se faz sentir.
10
Da ponte, o rio visto para montante, já não muito longe da barra e para jusante fica a descrita Foz do Kwanza

 Continua

Comentaram: 

Realmente, cada vez mais me apaixono por essa Angola enorme e cheia de
 curiosidades...!
O amigo Costa Pereira não se limitou a estar parado em casa de sua filha, mas foi um verdadeiro peregrino visitando tudo o que pode, nessa Angola imensa. Lindas fotografias, a aguçar o apetite de um qualquer visitante. Só dá pena, a destruição de tanta beleza...
Pelo menos e pelo que o meu amigo conseguiu mostrar, há paz por toda a parte e a guerra mortífera que os portugueses iniciaram, terminou finalmente. Agora, há lugar à reconstrução desse país imenso, que apesar de tudo, só os portugueses poderão reabilitar”
.

Respondi:

Quem tem aquele nosso bichinho de escrevinhar como nós, claro que aproveita tudo que pode para fazer noticia, ou senão matéria para enriquecer a bagagem do saber. Procurei fazê-lo nesta minha digressão por terras de Angola, com mais ou menos êxito”.


Sem comentários:

Enviar um comentário