domingo, 11 de junho de 2017

  Não os perdedores

Por: Costa Pereira -Portugal, minha terra

O mundo que Deus fez tão harmonioso para em paz se viver, foi contaminado pelo ser humano que de tudo arranjou forma de fazer o avesso. Não se percebe. A vida que é o mais belo que nos foi concedido, para certas pessoas não tem valor e sem respeito por esse maravilhoso dom, destroem-no ora involuntária, ora voluntariamente. A droga, o mau uso da liberdade e o supor-se auto-suficientes são responsáveis por muito daquilo que se lá chegarem só depois dos 60 se vão aperceber, e lamentar. Mas já sem tempo para corrigir. Aqui sem ter em conta o radicalismo dos terroristas que por doença provocada se suicidam em nome do seu deus impiedoso e assassino, inventado pelos políticos para em seu nome dominar os povos. Ou levar em conta os muitos jovens que na flor da idade arruínam a saúde e se tornam vítimas dos excessos deixando se afundar, sem forças para se voltarem a erguer. Aqui incluo dois homicídios recentes ocorridos na Holanda, e ambos com duas adolescentes ao que se crê, uma delas morta por um jovem de 14 anos colega na mesma escola onde eram alunos. A outra tem como suspeito um jovem de 16 anos. Segundo as autoridades foi através das redes sociais que se conheceram.
Resta-nos a vitória de Portugal 3 e Letónia O. Bem como no Reino Unido a vitória de Theresa May. É verdade que não tendo ganho por maioria absoluta ficou em maus lenções, pois lá como cá vai ter os adversários a fazer-lhe a vida cara, e só com muita valentia vai governar o barco. A malta do “trabalho”, os trabalhistas pedem que se demita, mas ela como mulher às direitas não vai nisso. Quem ganha é que deve governar, não os perdedores.

Sem comentários:

Enviar um comentário