segunda-feira, 10 de abril de 2017

Mirandela mexe-se muito e bem


Jorge Lage
Tempos houve em que alguns críticos diziam que em Mirandela não se passava nada. Mas, fui olhando para as realizações e eventos, quer na cidade, quer noutros pontos do concelho, e alguns ficaram-me na retina da memória: Cantares dos Reis, Feira do Queijo, Feira do Tordo, Feira à Moda Antiga, Feira do Morango e do Vinho, Festival do Azeite Novo, Feira da Alheira, Passeios Pedestres, Semana da Água, Semana da Árvore e da Floresta, Feira da Couve de Mirandela, provas desportivas, e por aí adiante e a cereja em cima do bolo as grandes Festas da Sr.ª do Amparo e da Cidade que atraem a Mirandela os mirandelenses da diáspora e milhares de romeiros e turistas. Esta minha ideia saiu reforçada ao ler a grande entrevista (3 páginas) dada à edição anterior deste jornal, pelo Presidente, António Branco, fazendo um exame do que foi feito ou está em curso e do que aí virá para Mirandela, lançando as bases da sua segunda candidatura autárquica. Entrevista muito bem conduzida pelo Director do Notícias de Mirandela, Jerónimo Pinto, que felicito. Apesar de estarmos em tempo de «vacas magras», fica-se a saber que a dívida da autarquia emagreceu e que se fez (se faz e vai fazer) obra. Até a aquisição do complexo do Piaget que já vai ser rentabilizado e poderá continuar a ser, mesmo sem mais obras. Igualmente, o emblemático edifício da antiga Estação da CP vai ser rentabilizado e terá mais valor se for preservada a traça original. Estarão garantidos para Mirandela cerca de 24.000.000 de euros. Vale apena ler esta longa entrevista, seja de que quadrante político, ou não, for. (foto retirada da net).

Sem comentários:

Enviar um comentário