segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

Há muito se tornou porta-voz

  
Por: Costa PereiraPortugal, minha terra

 É das noites mais festejadas do ano e que junta famílias e desperta calor humano nos corações sensíveis e até nos mais empedernidos. Recorda o nascimento do Redentor, em Belém , e só por isso a véspera de Natal é festa grande
Uma vez mais vim passar esta data na capital do barro leiriense e como de costume em ambiente cristão e familiar coroado com Missa do Galo, após ceia faustosa na Eira do Casal dos Afonsos, a convite do Carlitos, um daqueles sobrinhos simpáticos e generosos que tenho e muito considero.
Residente na região saloia, nesta quadra não dispensa a deslocação à terra-berço para em família festejar a data natalícia e nas origens conviver com todos os seus. E por arrastamento lá estou também incluído. E com muita honra e prazer!
Mas é a Missa e a inauguração do Presépio que nesta noite mais me tocou a alma, assim como o labor desta juventude bajouquense me cativou simpatia e admiração: pela rapidez com que levou a cabo os seus compromissos, e a generosidade com que a comunidade responde ao chamamento dos apelos mais solenes.
Como descrever falta o engenho, mas leiam pelas imagens o que por letras não retratei.
E se não na totalidade, venham ao adro da igreja ver um Presépio que já da Bajouca há muito se tornou porta-voz da capital do barro leiriense.
Obra em grande parte devida ao empenho e lavor do grupo de jovens Alfa que no fim de Missa e da bênção do Presépio, com o pároco Sr. Padre Davide Gonçalves passaram por minha casa, como já é tradição. E com muita honra.

Sem comentários:

Enviar um comentário