quarta-feira, 20 de julho de 2016

O manto verde da Quinta da Moura - TAVIRA

Quinta Da Moura, Tavira - Best Price Guarantee - booking.com‎

De dia, um céu imenso cobre longo manto verde que se estende nos longes à ria formosa e a uma nesga de mar de azul profundo.
À noite, uma manta negra retalhada em pequenos buracos de luz adorna a negritude que se alastra por todo o Cosmos, mapeando as lonjuras do Universo.
Sons naturais restabelecem o equilíbrio espiritual do homem urbano em contacto directo com a Natureza: o pipilar da andorinha em voo rasante na água límpida da piscina, o ziziar da cigarra em dia quente, com o sol a estalar na erva fresca, o cricrilar do grilo em toca húmida, o ulular das aves nocturnas, ou o chirriar da pequena coruja. Ou ainda o assobio do vento lento que bate nas folhas secas, incomodando os breves carreiros de formiguinhas, as velhas amigas do sábio americano Edward O. Wilson.
Estivemos lá na Páscoa e aí voltamos na primeira semana de Julho, para regressarmos na terceira. Em breve lá voltaremos.
Armando Palavras

Sem comentários:

Enviar um comentário