quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Ainda em ARACATI

Amigos,
Aventuras de um livro, e um doce:

Virgílio Gomes
Em modo de continuação da última crónica sobre Aracati vou tecer umas linhas sobre mais algumas curiosidades. Compulsivo como sou em relação a livros perguntei onde haveria uma livraria, fiquei com a informação de que no Museu Jaguaribano…! Sorte a minha, e a coincidência de entrar no Café D’ Amélia e encontrar livros. E comprei de imediato “Cravos e Santas”, 2015, da autoria de Valdy Ferreira de Menezes, Editora Premius, Fortaleza. Logo na primeira badana, que eu sou de ler as badanas, prefácios e outros textos antes de entrar no livro, leio Entre realidade e ficção, um casal português aporta em Aracati, … os quais viverão entre igrejas, sobrados e costumes de uma terra distante. Este pequeno texto levou-me a comprar imediatamente. Comecei a ler logo essa noite. Apesar das insónias não consegui terminar essa noite mas no dia seguinte, já na minha cama (local onde as insónias têm mais dificuldade em me atacar) só parei quando o texto acabou.
Para quem visita Aracati este livro tem descrições fantásticas da vida local, a cheia de 1974 e uma passagem por todas as igrejas de Aracati. Eu deveria ter lido o livro antes! Mas da próxima visita já estou prevenido. Curiosamente as descrições detalhadas de Lisboa apanharam-me de surpresa! O autor deve conhecer bem as duas cidades. Claro que há uma história, ou estória, que não irei aqui desvendar. E o interessante é sentir, ou não, pelo texto com espaços reais e imaginar onde começa ou acaba a ficção. Uma história bem enquadrada onde encontramos uma paisagem quotidiana. O livro servir-me-á, seguramente, para correr as capelinhas e então ficar a conhecer as igrejas de Aracati.

Sem comentários:

Enviar um comentário