terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Pedinte com fome de dinheiro


Jorge Lage
Há lições de vida que recebemos quando estamos atentos ao que se passa à nossa volta. A história que vos vou contar passou-se na quadra natalícia no Centro Comercial Colombo, em Lisboa. Estava a almoçar com a família e aparece um rapaz novo a pedir: - por favor, dê-me dinheiro para comer um «menu» que estou cheio de fome! Por princípio não dou esmola a ninguém e faço as minhas entregas na minha paróquia para que seja ajudado quem precisa de subsistir. Ao meu lado estava um casal que disse ao jovem pedinte: - não te dou dinheiro! Mas vou contigo comprar um prato de comida. Queres? Acto contínuo, o pedinte virou costas e foi pedir a outra mesa em que estava uma jovem. Ela disse-lhe que não quis o prato que lhe ofereceram na mesa ao lado e que não lhe dava dinheiro. Mais à frente lá continuou o peditório do «esfomeado». Se o acompanhasse, à distância, assistiria à entrega do «menu», flagelo de alguma jovem sociedade que tem mais que precisa e trabalha menos (ou nada, devido à demagogia barata dos políticos) do que devia.




Sem comentários:

Enviar um comentário