sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Cabo Ledo (ANGOLA)

 Cabo Ledo
Por: Costa Pereira
1
Paga a portagem e atravessada a ponte, entramos na província do Bengo, e neste caso também no Parque Nacional do Kissama que situado além do rio Kwanza, e a 72 km a Sul de Luanda se distende por mais de 100 km de costa.
2
Paisagem a fazer lembra a nossa lezíria, esta zona do Kissama oferece ótimas condições de pasto à fauna selvagem
3
Ao longo do percurso a paisagem mostra-se variada
4
O curioso da diversidade de espécies que o parque conserva
5
O embondeiro que também no parque é rei.
6
E passados uma hora de viagem sem ver casas nem palhotas na estrada, chegamos à zona do Ledo, muito militarizada e com uma ou duas casas de comercio. Não paramos pois levávamos farnel, e vontade para o comer também, dai o andar mais um pouco à frente e destemidamente desviar por uma picada que ao fim de uns 2 ou 3 km nos conduziu a mais um daqueles maravilhosos santuários de beleza natural que Angola tem.
7
Um cato, foi a primeira surpresa antes de descer à praia!
8
Perto, a palhota de um morador da praia.
9
Aqui já na zona do areal uma das vias por onde os habitantes da praia, os visitantes e os banhistas circulam com as viaturas se querem ficar com elas mais próximo da orla.
Neste preciso local ficamos entulhados e só por sorte conseguimos dali sair. Bem! Juntava-se o almoço com o jantar.
10
Habitação do pescador e morador em Cabo Ledo
11
Não sei se por ser feriado, ou por outro motivo, não vi pescadores ali, e no velho barco apenas um nativo a exibir as suas fantasias, em quanto nós comíamos o farnel que com ele e outro companheiro repartimos.
12
Fartura de praia e de barco para a pesca
13
Caminhar de gatas é o destino de muitos....
14
O cão é o nosso maior amigo, e cada um com o seu....
15
Um encanto de praia que se devidamente zelada e o local dotado com os requisitos que um espaço de repouso e lazer exige maior será o encanto e mais atração dará a Cabo Ledo.
ACc
Continua

--------------------------------------------------
Comentários a este post:

 “Lindas fotos”. – 1º “Belo blog. Parabéns”. – 2º “Mas que fotos magnificas! Excelente trabalho. Muitos parabéns e obrigado por partilhar as suas estas suas maravilhosas fotos”. – 3º “ Ai que saudades do tempo em que, com vinte anos de idade, já lá vão trinta e oito, eu passeava por estas paragens! Era o Cabo Ledo, era a reserva da Kissama, era o pôr do sol em Nambuangongo, era a Baixa do Kassange…… que terra linda era e é Angola!” . – 4º “ Caro aquimetem: antes do mais apresento-lhe os meus respeitosos cumprimentos.
Embora não mais tenha regressado a Angola após o dia 26 de Março de 1974, estou bem informado sobre tudo o que se passa naquele país!
A título de exemplo, quem é hoje responsável pela gestão da reserva da Kissama é um casal angolano meu amigo, que está farto de me convidar a ir lá gozar férias.
Todavia e ao mesmo tempo, conhecendo a minha sensibilidade e sabendo, que eu conheci uma outra Angola, lá me vão dizendo, que compreendem a minha postura, afirmando ao mesmo tempo, que, se eventualmente eu fosse hoje à sua terra, ficaria imensamente chocado e triste.
Para terminar, devo dizer-lhe que, conheci Angola na condição de militar! Por via disso, tive a oportunidade de percorrer grande parte do seu território, tendo ainda gozado dois meses de férias, tempo em que, aproveitei para percorrer todo o litoral a Sul de Luanda, a Norte conhecio no desenvolvimento da atividade militar, a então Nova Lisboa, hoje Huambo e Sá da Bandeira, presentemente Lubango.
Em 1973, Angola foi considerada a zona de África possuidora da melhor rede viária.
Reitero a apresentação dos meus respeitosos cumprimentos e subscrevo-me…..”.
– Respondi a um dos 4 comentários, com o 5º: “Muito obrigado por tão completo relato vosso. Eu só este ano conheci um pouquinho de Angola, fui de Luanda até Huambo de carro, onde a uns 80km afastado da antiga Nova Lisboa me demorei cerca de um mês. Depois fui também de Huambo a Benguela, por Caimbambo. Também em Caimbambo estive uns 4 ou 5 dias. Visitei várias aldeias do interior, destes municípios . Em Luanda percorri a cidade e alguns bairros e despedi-me com a visita a Cabo Ledo, Foz do Kwanza e Miradouro da Lua. Como sempre tive o bichinho de escrevinhar passei a noticia, na Internet, algo do que vi e apreciei na estadia. Há muito que ver e apreciar, e então para quem como o senhor que já conhece se lá voltar fica radiante, mas certamente triste pela falta de humanização na paisagem e nos motivos de interesse turístico e patrimoniais do jovem país angolano. Um abraço de amizade e, junto, os votos sinceros de Santo Natal e de um 2010 cheio de felicidades e se possível um passeio até Angola!!! Tudo de bom”.



Sem comentários:

Enviar um comentário