segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Virgilio Gomes - delicias-do-convento-de-vinhais (Trás-os-Montes)

delicia1
Delícias do Convento de Vinhais

virgilio_ini.jpg
Virgilio Gomes - 
Viajemos desta vez até ao Convento de Santa Clara, de Vinhais, distrito de Bragança. Este convento era feminino e pertenceu à Ordem dos Frades Menores. A sua fundação, anterior a 1582, foi por vontade de Dr António Álvares Ferreira, juiz de fora da Guarda, e casado com Dona Helena da Nóvoa, que era natural de Vinhais. O convento esteve sempre sob jurisdição do Bispo de Miranda. Em 1648 estava em ruínas e apenas com 2 freiras. Foi restaurado e ampliado graças à generosidade de 3 vinhaenses, recebendo mais 3 religiosas do Convento de Santa Clara de Bragança. Parece que o auge deste convento terá sido entre 1664 e 1667, chegando a ter 112 freiras, e com uma abadessa que veio do Convento de Amarante. Consta que tiveram um papel importante na defesa da região em mais uma tentativa de avanço espanhol nas guerras da Restauração. O convento encerrou em 1879 apenas com 1 freira e que foi expulsa pelo bispo especialmente por vender o espólio para garantir a sua sobrevivência. Há estórias ou lendas que se contam a propósito de uma freira que geria muito bem todos os alimentos e que criou um dito popular à sua volta com uma expressão que ainda hoje se diz: “… rende como o feijão da Madre Garcia”, conforme publicou o Padre Firmino A. Martins no livro Folklore do Concelho de Vinhais, já em 1927. A Madre Garcia deveria ter um sentido muito apurado para a governação do convento e, por isso, fazer render as mercadorias disponíveis.

Os doces sempre souberam bem:

Sem comentários:

Enviar um comentário