terça-feira, 24 de julho de 2018

Murça e a Grande Guerra



No dia 28 de Junho de 1914, a capital da Bósnia- Herzegovina, Saravejo, recebeu a visita oficial do herdeiro da coroa da Áustria-Hungria, o arquiduque Francisco Fernando, que se fez acompanhar por sua mulher, a condessa Sofia von Chotek. Embora o herdeiro da coroa fosse receptivo aos problemas nacionalistas que ameaçavam a unidade do império, a data escolhida para essa visita não foi devidamente considerada. Tratava-se de um dia especial do calendário nacionalista sérvio, o dia de São Vito, que tinha um significado especial por recordar a Batalha do Kosovo de 1389, onde os sérvios haviam feito frente ao avanço Otomano.
Nesse dia, o arquiduque, bem como a sua esposa, foram barbaramente assassinados, por ultranacionalistas sérvios. A notícia espalhou-se rápido por toda a Europa. E, de forma inesperada, chegou a todas as capitais. Com este assassinato, Viena perdeu a paciência.
A máquina bélica estava em marcha e ninguém a poderia já parar!
E, sem saberem como, as grandes potências europeias viam-se imersas numa guerra de grande escala que apenas terminaria em 1918.

Image result for soldado milhões filme
O SOLDADO MILHÕES - MURÇA


A 26 do corrente, pelas 18H 30 m, na sede da Casa de Trás-os-Montes e Alto Douro de Lisboa, este será o pano de fundo para o autor do livro supra, Tenente Coronel Dinis Serôdio Costa, introduzir o concelho de Murça no debate.

ENTRADA LIVRE!


Casa de Trás-os-Montes e Alto Douro
Campo Pequeno, 50 - 3º Esq.
1000-081 Lisboa


Sem comentários:

Enviar um comentário