terça-feira, 31 de julho de 2018

IV Festival Literário de Bragança 2018

Image result for Festival literário de bragança, 2018

JORGE LAGE
O «IV Festival Literário de Bragança» decorreu sob o mote “Cultura, Território e Identidade”, entre os 18 e 26 de Maio de 2018 e um pouco por todo o Concelho (Meio rural, Casa da Seda, Teatro Municipal de Bragança, escolas de diversos níveis de ensino, Biblioteca Municipal, Auditório Paulo Quintela, Centro de Fotografia Georges Dussaud (Mirandela teima em criar o Museu da Fotografia e da Imagem), Centro de Arte Contemporânea Graça Morais, na Praça da Sé, em pleno Centro Histórico), contribuindo para a “descentralização da cultura”. Começou com a emissão televisiva do programa Governo Sombra, a partir do Teatro Municipal de Bragança. O Festival Literário contou, ainda, com workshops de pintura e ilustração, uma Banca de Livros no Centro Histórico, momentos musicais e assumiu-se como dinamizador do concelho e de “um território de elevada densidade cultural”. Teve, ainda, a participação da Academia de Letras de Trás-os-Montes (ALTM), com uma «Sessão Poesia e Prosa, no dia 25 e a 26 a apresentação da coletânea «Gentes E Lugares – Contos E Contas De Autores Transmontanos», pela Presidente M.ª Assunção Anes Morais. Sobre o tema «Livros à solta» foram apresentados, por Assunção Morais, livros dos associados da ALTM: José Baptista, A. Dias Vieira, António Chaves e Isabel Mateus. Embora convidado, não pude participar, no evento devido ao meu apoio à Antologia e ao IV Congresso Trasmontano. O Presidente de Bragança, Hernâni Dias, bem pode se pode orgulhar de tão luzidio Festival. Mirandela parece alheada dos grandes eventos culturais regionais que tragam uma mais-valia sustentada e continuada. Não foi por vaidade, mas por amor ao nosso torrão, que disse que Mirandela devia ter um «Conselho Cultural Consultivo» independente (não para penachos) que ajudasse a autarquia a traçar as grandes linhas culturais. A nossa centralidade geográfica joga a nosso favor, se formos capazes de ir mais além.
Jorge Lage – jorgelage@portugalmail.com –18JUN2018

Provérbios ou ditados de Julho:

      Cada novelinho seu ouricinho.
      Pela Santa Marinha visita a tua vinha; tal a acharás, tal vindima farás.
      Quem meu filho ama, meu coração adora.

Sem comentários:

Enviar um comentário