segunda-feira, 5 de junho de 2017

Intervenção do Município de Mirandela na «Mata dos Castanheiros»

Jorge Lage
O Município de Mirandela fez uma grande e cuidadosa intervenção na Mata dos Castanheiros, junto ao Bairro de S. João. Sobre a existência de um souto, nos terrenos que foram propriedade da Casa de Cima, o mirandelense, Paulo Mendo, que prefaciou a 3.ª edição do meu livro «A Castanha Saberes e Sabores» (há muito esgotado), recordando-os com saudade: «são os “Castanheiros” da Casa de Cima (Mirandela) da minha infância que de repente me surgem, daqueles ouriços que uma pedra abria, do sabor estalado e fresco da castanha crua (…).» Hoje como se vê, pela nota do boletim electrónico e informativo da Câmara Municipal, são mais os pinheiros bravos a povoar aquela mata. Refere o Município que os pinheiros causam alergias graves às pessoas, devido serem portadores da processionária-do-pinheiro ou "lagarta-do-pinheiro. Também, que os pinheiros deixam espaço aos sobreiros para se desenvolverem. A estas duas vantagens públicas para os mirandelenses, acrescento que, em caso de incêndio existe uma área de segurança maior contra possíveis fogos e que os sobreiros têm uma carga comburente menor, dificultando a propagação do fogo. Depois, a plantarem-se ali alguns pinheiros devem ser os mansos, mais indicados para parques urbanos. Sugiro outras árvores como o carvalho, carrasco, amoreira e amendoeiras. Porque não? Estas, devido aos frutos, contribuem para uma maior biodiversidade de fauna. Assim, com esta medida preventiva municipal, podemos dizer que é válido o rifão: «mais vale prevenir do que remediar.»

Sem comentários:

Enviar um comentário