domingo, 7 de maio de 2017

Sopas de Manteiga



                                     
Receita de Culinária:


Sopas de Manteiga
Ingredientes:
      Côdeas de broa de milho;
      Manteiga pura (a gosto);
      Açúcar mascavado ou escuro;
      Canela, casquinha de limão e uma pitada de sal.
Guarde as côdeas da broa de milho num saco branco de algodão ou linho, depois de bem secas ao sol.

Ponha as côdeas de molho (cerca de quatro horas) que crescem um pouco e reserve-as.
Derreta a manteiga, dissolvendo nela o açúcar mascavado ou escuro, a canela e a pitada de sal, incorporando-lhe a casquinha de limão.
Ponha as côdeas amolecidas, da broa de milho, na panela que tem a calda e deixe ferver, mexendo bem, até as côdeas ficarem quase derretidas e crescem mais um pouco. Vá pondo as côdeas até ficarem no meio-termo, nem muito sólidas nem muito líquidas. Ainda quentes ponha as «sopas de manteiga» em taças individuais de sobremesa e polvilhe com canela a gosto.
Sirva-as de sobremesa.

 (Receita de Irene Resende, de Fermentãos –Tendais, concelho de Resende. Recolha e texto de Jorge Lage.)

Nota 1:As nossas mães e nossas avós, quando as farinhas eram grossas, com alguma casca ou farelo, e pretendiam uma mais fina, peneiravam-na com uma peneira (de malha fina ou finíssima) e quando a queriam um pouco mais grossa, joeiravam-na na criva. Neste caso das paínças ou milhos também se podem acrivar na criva (de buracos mais largos), antes de se demolharem, não necessitando de ser retirar as cascas da água.

Nota 2: A Irene Resende na sua busca por produtos tradicionais, em que a qualidade e os benefícios para a nossa saúde são axiomáticos, deslocou-se às salinas de Aveiro, na expectativa de arranjar sal grosso, como o que as nossas mães e avós usavam para a salga das carnes e temperos. Porém, recusaram-se os salineiros a vender-lhe 20 ou 30 quilos de sal, fosse porque preço. Assim, fiquei a saber que o sal que consumimos das prateleiras dos comércios não será o melhor para a nossa saúde, porque lhe adicionam químicos. O que se deve consumir é o sal puro (sal grosso) que serve para as salgas das carnes ou a «flor de sal». Qualquer carne deve ser salgada com sal puro ou sal grosso.


Jorge Lage – jorgelage@portugalmail.com – 06ABR2017


1 comentário:

  1. É um óptimo aproveitamento, também temos as açordas. . .
    Não me recordo de deitar pão fora, também uso sempre os restos, até para acrescentar e dar alguma consistência a uma sopa!!!
    Obrigada pela boa ideia de uma sobremesa. . .também temos o pudim de pão. . .é uma delícia. . .

    ResponderEliminar