quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Números de 2015 da Sinistralidade Rodoviária


JORGE LAGE
Sobre a minha notícia, na edição anterior deste jornal, em que apelo ao Presidente da República para refrear o desaforo da «Geringonça», chamo a atenção dos leitores para o Relatório da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária de 2015 que me dá razão. Basta ver os acidentes rodoviários desse ano por grupos etários:
dos 20 aos24 anos – 4788 acidentes;
dos 25 aos 29 – 4644 acidentes;
dos 30 aos 34 – 5025 acidentes;
dos 35 aos 39 – 5585 acidentes;
dos 40 aos 44 – 5167 acidentes;
dos 60 aos 64 – 2558 acidentes.
Agora vejamos os grupos etários que vão obrigar a frequentar aulas de segurança rodoviária:
dos 65 aos 69 anos – 1996 acidentes;
dos 70 aos 74 – 1630 acidentes;
com mais de 75 anos 2164 acidentes.
Afinal quem é que precisa de aulas de condução? Se calhar deviam começar pelos «génios» politícos que inventam formas de incomodar, humilhar e roubar os que estão na terceira idade. Deviam, isso sim, fazer exames médicos mais rigorosos para a renovação da carta, mas para todas as idades. Pessoalmente, acresce que durante quinze anos (os últimos três já reformado e como voluntário – coisa raríssima ou única no funcionalismos público), fui Responsável Distrital (Braga) pela Segurança Rodoviária das Escolas, com milhares de horas de reuniões no Governo Civil de Braga, em trabalho oficial e muito complexo trabalho voluntário e como prémio decidiram castigar-me. Continuo a pensar que o Presidente da República devia intervir e dizer aos políticos que trabalhem para tirarmos o país do buraco onde ainda não saiu, nem, infelizmente, sairá tão cedo.

Sem comentários:

Enviar um comentário