sexta-feira, 11 de novembro de 2016

Morreu o músico Leonard Cohen

O cantor e compositor Leonard Cohen morreu, esta sexta-feira. Tinha 82 anos.
"É com profunda tristeza que informamos que o poeta, compositor e artista lendário Leonard Cohen morreu", escreveu o agente do músico na página do Facebook.
"Perdemos um dos visionários mais prolíficos e respeitados do mundo da música", refere o comunicado.
Leonard Cohen vivia em Los Angeles, nos Estados Unidos da América. Nasceu em Montreal, a 21 de setembro de 1934, e tinha 82 anos. Lançou o último álbum no mês passado, "You Want It Darker", em que refletia sobre a sua própria mortalidade.
Deixa um legado artístico de mais de seis décadas, cinco das quais a dar música aos poemas. Conhecido mais pela música, era já um reputado escritor de romances e poesia quando se dedicou às canções, depois de completar 30 anos.
Com uma vasta carreira artística, Leonard Cohen despertou para a fama como escritor em 1961, com o segundo livro de poesia, "The Spice Box". Dois anos depois, estreou-se no romance, com "The Favorite Game" e em 1966 faz a segunda investida na prosa, com "Beautiful Losers", com um novo livro de poemas, "Flowers for Hitler", de premeio, publicado em 1964.
A obra como escritor garantiu-lhe, em 2011, um dos mais importantes prémios de Espanha, o "Príncipe das Astúrias".
Foi depois do segundo romance que Cohen decidiu enveredar pela música. Após alguns anos a viver na Grécia, voltou para os Estados Unidos e deu início a uma carreira musical que deixa êxitos que são património da música e mundial, que despertou com Suzanne, em 1966, que gravou depois de conhecer Judy Collins.
"Dance me to the end of love", "I'm your man", "Hallelujah", "Take this waltz" ou "Everybody knows", estão entre as dezenas de canções que quase todos cantaram uma vez ou outra e que vão recordar Cohen até à eternidade.
De "Songs of Leonard Cohen", em 1967, a "Popular Problems", em 2014,", em 2014, e ao último álbum, "You Want It Darker", o artista canadiano de ascendência polaca lançou um total de 14 discos, entre os quais "I'm Your Man", que fez de Cohen um artista popular em todo o mundo, graças à força da MTV e dos videoclips na televisão, durante os anos 80 do século XX.
Fonte: Jornal de Notícias

Sem comentários:

Enviar um comentário