segunda-feira, 19 de outubro de 2015

O velho na «Serra dos Abandonados»


Jorge Lage
5- O velho na «Serra dos Abandonados» – Dizem os antigos, que há muito, muito tempo, era prática os filhos levarem os pais, no fim da vida, para os montes e abandoná-los junto a alguma fraga. Para se aconchegarem ofereciam-lhe uma manta e, assim, numa sobrevivência quase impossível para lá ficavam até que a fome ou frio chamasse a gadanhosa morte. Mas nem todos praticavam esta crueldade com o progenitor. Só os mais duros e desumanos o faziam. Sucede que um sábio ancião a curtos passos da morte, depois de fazer o que pode para dar uma vida melhor à família, foi levado para a «Serra dos Abandonados». Ao chegarem ao local, bem longe do povoado, o filho estende a manta ao pai velhinho. Este pega nela e pede ao filho para a cortar ao meio e entrega-lhe uma parte dizendo: - toma esta metade e guarda-a para um dia que te faça falta! O filho compreendeu a lição e trouxe o seu velhinho para casa, onde morreu em paz. Penso que neste pequeninho conto podemos todos tirar a lição: - filho és, pai serás… Hoje os pais não são abandonados no monte, mas, por vezes, são violentados, espoliados e entregues a asilos e depósitos de velhos que os ferem de morte. Muitos, com o que pagam no lar conseguiam quem tratasse deles na sua casinha. Por isso, só em condições excepcionais é que os idosos devem ir para os asilos, sejam eles dourados ou não, falta-lhes o aconchego do lar de uma vida. Chocou-me alguns politiqueiros não quererem criminalizar a violência sobre os idosos. Amanhã podia-lhes dar jeito…
Jorge Lage –jorgelage@portugalmail.com– 15SET2015

Provérbios ou ditos:
      Em Outubro, Novembro e Dezembro abre o teu celeiro e o teu mealheiro.
      Gálico de Mirandela, ou mata ou péla!

      O trabalho do menino é pouco, quem o perde é louco.


Sem comentários:

Enviar um comentário