terça-feira, 6 de outubro de 2015

Alguns restaurantes que frequentei durante as férias dos meus filhos





Jorge Lage

4- Alguns restaurantes que frequentei durante as férias dos meus filhos – Os meus filhos já se habituaram a que durante as férias o pai seja um mãos largas. Depois, eu sei que eles e a minha mulher gostam de experimentar restaurantes bons, sendo alguns bastante caros. Por isso decidi dar a minha opinião aos amigos leitores. Há restaurantes caros que eu não aconselho porque as comidas não são para a minha boca ou para o meu fígado e outros que aconselho. Quase sempre o melhor «restaurante» é em minha casa, quando a chefe, a minha mulher, cozinha. Se calhar ando com a «boca estragada» com os bons alimentos que trago de Trás-os-Montes (da família e dos amigos). Nos restaurantes por onde andei, não aconselho «O Gadanha», em Estremoz (custo refeição mais de 30 € por pessoa) porque a comida não me faz bem, mas tem bom serviço e boa decoração; o «Brasserie de l’Entrecôte», no Parque das Nações – Lisboa (mais de 30 €), por ser uma fraude de «conceito de comida» por pensarem que estão a falar para ignorantes, paga-se bem e come-se mal e pouco. Restaurantes que aconselho uma vez num acto gastronómico-cultural: o «S. Gião», em Moreira de Cónegos - Guimarães, junto ao estádio do Moreirense (mais de 30 €) bom serviço, mas a comida não é para o meu estômago, aconselhando uma visita cultural
(saogeao@acafrao.pt) ; na Fundação Champalimaud, com vista soberba para o rio Tejo, o «Darwins Café», com bom serviço e boa comida (preço cerca de 30 €). Aconselho os seguintes: o «Tia Alice», em Fátima, junto à Igreja Matriz, bom serviço, boa comida (cerca de 35 €) e boa decoração; «Churrasqueira Rocha», na Mealhada e na antiga estrada para Viseu e Luso, com bom serviço (do melhor leitão e cerca de 20 € - 231202357); «Museu da Cerveja», no Terreiro do Paço – Lisboa, com boa decoração, boa comida (cerca de 30 €) e bom serviço, podendo visitar o Museu da Cerveja, sem custos; «O Grés», em Mirandela, junto ao Hospital público (cerca de 20 € -restaurante.gres@gmail.com - 278248202), com a simpatia do José; «Restaurante Cervejaria o Pelourinho», em Arroiolos – no centro, bom serviço e boa comida (cerca de 15 € - 964634630); «Restaurante Bolas», na Azaruja – arredores de Évora, boa comida (cerca de 12 € - deve-se verificar a factura que se vai pagar – 266977338); «Restaurante Canas», em Campo de Ourique – Lisboa, com bom serviço e boa comida (cerca de 15 €), podendo ser atendido pela simpatiquíssima macedense, Ana Calado, por lá poderá ver uma ou outra figura públicas ou um grupo de trasmontanos a confraternizar; «Restaurante Carvalho», em Chaves, no Tabulado junto às Caldas, bom serviço e muito boa comida, do melhor que há em Trás-os-Montes (menos de 15 € por pessoa - 276321727). Sugiro, ainda, o «Pão de Rala – Pastelaria Conventual», em Évora – junto ao Quartel General, da minha amiga Ercília Azambujo, tem o melhor pão de rala e a encharcada com ameixas de Elvas é divinal. Talvez a melhor pastelaria do Alentejo. Ali todos os bolos são óptimos. Com bela decoração e na parede tem uma foto minha e dela, junto a notáveis alentejanos como José Roquete, Azinhais Nabeiro, Henrique Granadeiro e outros. A Ercília, com um coração d’ouro, faz-me sentir um privilegiado. Nem me sabe o nome e conhece-me pel’«O Senhor do Norte»! Nesta nota sintética quero dar uma indicação pessoal. Para o ano vou escolher mais os restaurantes como o Carvalho ou o Bolas ou a Churrasqueira Rocha em que o prato ou o caldo me caem bem. As tascas tradicionais são a minha perdição. Certos aspectos da «novelle cuizine» não são para o meu gosto. Acho que alguns chefes estragam a nossa comida saudável. Gosto dos almoços que faço em típicas casas de pasto de Lisboa com os amigos mirandelenses Jorge Golias e João Rocha. Toda a família adora os queijos frescos da Escola Profissional Agrícola de Carvalhais.

 Provérbios ou ditos:
         Em Setembro, antes de chover, o souto o arado quer ver.
         P’lo S. Mateus pega nos bois e lavra com Deus.
         Depois (da Nossa Senhora) dos Remédios acabaram as merendas.
 

Sem comentários:

Enviar um comentário