quarta-feira, 31 de outubro de 2018

A Inês da Padaria Seramota


JORGE LAGE

É uma obrigação quando vou a Mirandela passar pela Padaria da Inês. Sou recebido por ela como em nenhuma outra loja de Mirandela. Depois, com discrição, tem sempre um agrado. Ali abasteço-me mais de bôlas calcadas, bolas de azeite, de azeite e ovos e dos económicos. Na Páscoa levo um tabuleiro de dormidos. Aos excelentes e tradicionais económicos só lhe falta mais um copinho de aguardente. Mas, a Inês é uma militante de boas causas. Vai matando a fome a alguns enjeitados da vida. 
Um dia, um que recebe sempre o pão de graça, fez-lhe um protesto na rudeza simplória de não lhe ter fatiado a pão de pegar e andar. Ela apressou-se a pedir-lhe desculpa como se fosse o seu melhor cliente. É preciso ter uma alma generosa e de grande humanismo para assim tratar algum enjeitado da sorte. Como a maioria só se move por dinheiro, é bom vermos bons exemplos como este, porque para além do dinheiro estão as pessoas e o que hoje se perde ganha-se amanhã com juros. Não há dinheiro que pague sentir uma almofada da alma cheia de boas obras, principalmente quando estas enriquecem o coração de quem dá e de quem recebe. Em 2013, o Rotary Clube de Mirandela homenageou esta «figura popular da cidade e com uma alegria contagiante, generosa e frontal». Que os bons exemplos se multipliquem na nossa cidade!

2 comentários:

  1. Coisas boas em Mirandela ... desde a água ao Vinho , ou à broa !
    Por este Rio abaixo , temos ainda o Azeite e o vinho Generoso !! Precisamos de Mais ? Claro que não , só de Forasteiros , Pseudolisboetas kkkkkkkkkk !!

    ResponderEliminar