segunda-feira, 2 de abril de 2018

Quem tem amigos não morre na cadeia


Por: Costa Pereira Portugal, minha terra

Quem tem amigos não morre na cadeia, que o diga José Sócrates, e outros como ele. Mas não é destas peças que vou falar, antes dos amigos sinceros e generosos que atuam movidos apenas pelo impulso de servir o seu semelhante. E na Bajouca ainda há dessa casta que nos tempos que correm escasseia hoje em dia em muitos pontos do globo, e até por cá…
Isto para dizer que atentos a um lamento feito neste blog com o titulo: “Sinto a falta dum Café, na Bajouca Centro”, bastou para que de pronto a generosidade bajouquense se revelasse nas pessoas da Isabel Sousa e do Zé João da Fernanda Soares. A primeira esforçando-se por remediar a falta de net, e o segundo com o empréstimo duma máquina fotográfica. Porém devo também à minha sobrinha Helena as atenções sempre indispensáveis para nos momentos difíceis se prontificar a dar apoio logístico que nestas ocasiões é necessário. Onde é que existem leitores atentos como estes? Por isso tem fama, o povo e a terra do Padre Jerónimo que Joaquim Passo d’Arcos, em romance seu, imortalizou.
Desta forma tenho já as condições precisas para fazer a reportagem e prometo faze-la. Com fotos já fiz alguma divulgação no Facebook, mas sem texto que acompanhe é como orquestra sem maestro. Habituado a ler o Evangelho todos os dias, pois para isso mo envia “Arautos do Evangelho”, logo pela manhã deste dia final do mês de Março comecei por ouvi-lo em vez de o ler. Treino para as cerimónias da Ressurreição de Sábado à noite na igreja de Santo Aleixo de Carnide.

Sem comentários:

Enviar um comentário