sábado, 1 de novembro de 2014

Paulo Portas em grande


  1.                                    Paulo Portas: "Não estamos para aventuras"
  2. O discurso do vice primeiro-ministro proferido ontem acerca do Orçamento, escrevam os cronistas da corte o que bem entendem, e digam o que disserem os comentadores do regime (porque são pagos para dizer as baboseiras que entendem), foi o melhor discurso destes últimos três anos. Porque foi assertivo. Acertou na mouche. Fosse nos comportamentos, ou nas soluções, fosse na tentativa de branqueamento da História por parte do PS (como é seu costume antigo, e por isso cheira a mofo) ao promoverem o homem que levou o país à bancarrota: José Sócrates - e a sua tralha. Ou ainda na célebre frase proferida por Jorge Luís Borges.
  3. Só o não publicamos porque não o possuímos na íntegra.



Sem comentários:

Enviar um comentário