sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Costa Pereira - Modelo de Fidelidade


Portugal, minha terra.
Por: Costa Pereira

(Madrid, 11 de Março de 1914- Roma,23 de Março de 1994)
No próximo dia 27, Madrid vai ser pequeno para receber milhares de fieis cristãos da Igreja Católica, devotos de D. Álvaro del Portillo que nesse dia será beatificado em cerimonia solene presidida, a mando do Papa Francisco, pelo Cardeal Angelo Amato, Prefeito da Congregação para a causa dos Santos. Dando-se desta forma satisfação a um pedido do Prelado do Opus Dei, D. Javier Echevaria, à Santa Sé, para que no ano em que se comemora o centenário do nascimento do futuro beato, a cerimónia decorresse na cidade de seu nascimento.

D. Álvaro del Portillo Diez de Sollano, nasceu em Madrid, em 1914, e faleceu em Roma, em 1994. Engenheiro Civil e Doutor em Filosofia e em Direito canónico, incorporou-se no Opus Dei em 1935. Foi ordenado sacerdote a 25 de Junho de 1944 e colaborou estreitamente com São Josemaria até ao seu falecimento em 1975. Para além disso desempenhou diversos cargos na Santa Sé entre os quais se destaca a sua activa participação nos trabalhos do Concilio Vaticano II. Após a morte de São Josemaria foi eleito para lhe suceder na direcção do Opus Dei. Foi ordenado Bispo em 1991. O seu processo de canonização foi iniciado em Março de 2004. O Papa Bento XVI declarou-o Venerável em 2012 e o Papa Francisco assinou o Decreto do Milagre atribuído à sua intercessão em 2013. São estes os "segredos" do Opus Dei: muita oração, estudo, trabalho bem acabado e estar no que se faz e fazer o que se deve. O que além disto se diz é de detractores.
Exemplo de fidelidade e de entrega em corpo e alma à missão que Deus lhe confiou, enquanto cidadão do mundo, este que foi modelo vivo de virtudes humanas e cristãs, enquanto colaborador de São Josemaria Escriva, e depois na condição de pastor dos muitos filhos e filhas no Opus Dei, vai passar agora a ser também modelo de santidade para tantos outros fieis que após a beatificação ficam a conhecer mais um modelo de santidade que a Igreja elegeu para ser imitado por todos os filhos de Deus. Aos filhos e filhas no Opus Dei gostava de recomendar:" É necessário “promover ou participar em empreendimentos e projectos que resolvam de modo profissional as carências humanas e espirituais dos mais necessitados". Um santo de altar já quando vivia connosco.
Para além da "paternidade espiritual" recordo os encontros em que o vi e ouvi, no Colégio Planalto (Lisboa), em São Pedro de Penaferrim (Sintra) e na Praça de São Pedro (Vaticano). Pena tenho não poder estar em Valdebebes, nos arredores de Madrid, no dia 27. Mas vão lá estar também muitos portugueses a recomendar-me ao Beato Álvaro del Portillo, modelo de fidelidade.

Sem comentários:

Enviar um comentário