sábado, 12 de maio de 2018

Ao som do apito ...


O que é que soube de concreto, em termos judiciais, desde a acusação de José Sócrates? Nada! O que se sabia é o que se sabe. Os indícios de corrupção, administração danosa, as desconfianças, as ligações obscuras, as aldrabices, e por aí fora [Pelos vistos, só os dirigentes do PS, e apaniguados não sabiam de nada]. Mas se nada de novo se sabe, porque razão ao som do apito, em dia e meio, aqueles que idolatraram Sócrates, que dele dependeram e através dele são o que são, vieram de repente, abandonar a mão que lhes deu pão?

Sem comentários:

Enviar um comentário