quinta-feira, 26 de outubro de 2017

A Academia de Letras de Trás-os-Montes no bom caminho


BARROSO da FONTE
Após cerca de meio ano de alguma perturbação funcional, a Academia de Letras de Trás- os-Montes retomou o seu caminho iniciado em 12 de Junho de 2010. No 3.º sábado de outubro, realizou-se na sua sede em Bragança, a assembleia eleitoral, com a novidade de concorrerem duas listas. Embora fosse a 4.ª eleição, nenhuma havia tido tanta afluência, talvez pela deliberada vontade dos seus académicos sentirem a necessidade de abraçar um projeto essencial para os criativos Transmontanos.
Ao ato concorreram duas listas. A lista A liderada pelo ex-vice-presidente da Direção José Mário Leite e a lista B representada por Maria da Assunção Anes Morais que fora a 1.ª Secretária da Mesa da Assembleia Geral e que, por motivo de doença do Presidente, tivera que assumir a liderança, na maior parte do mandato.
Para que houvesse total transparência eleitoral, António Monteiro marcou presença e dirigiu a Assembleia Geral Extraordinária de forma exemplar. Cada um dos candidatos teve um tempo para explicar as razões da sua candidatura e o seu programa de ação. E, feita a votação, saiu vencedora a lista B, por 41 votos, contra 31 da lista A. Houve ainda um voto em branco e 4 nulos, o que totalizou 77 eleitores, fato que se pode considerar pioneiro, num universo de centena e meia de associados.
Seguidamente foram empossados os órgãos para o triénio de 2017/2020. A vencedora desta disputadíssima eleição, Assunção Anes Morais, felicitou todos os elementos e todos os que foram eleitos e garantiu que nos próximos três anos de mandato vão tentar cumprir o programa eleitoral que antes delineara, ao afirmar:
«O programa de ação (fundamentado no articulado estatutário) terá, como transversal a qualquer atividade, o objetivo de alocar, nos diversos territórios culturais, o nome da ALTM e o dos seus associados, entrelaçados pelo sentido de pertença e de responsabilidade na defesa dos interesses da associação que os acolhe. Esta equipa, juntamente com vários sócios dispostos a com ela colaborarem, pretende aproximar-se da comunidade no seu todo, através das diferentes formas e suportes de comunicação e dos contactos com os agentes consumidores e produtores de cultura. A amplitude do desempenho a que se propõe está em sintonia com a preocupação de descentralizar, geograficamente, os elementos presentes neste compromisso, oriundos de diferentes pontos da região transmontana: Chaves, Bragança, Vila Real, Mirandela e Montalegre. Esta dispersão possibilita uma intervenção mais alargada e uma colaboração mais eficiente e mais ativa nos vários concelhos e distritos em causa e naqueles que lhes são circunvizinhos. O desafio e a responsabilidade que se apresentam são o estímulo que os membros desta lista colocam ao serviço da Academia que não querem confinada, apenas, a Trás-os-Montes. É, assim, nossa ambição que o seu pulsar se plasme pelo país».
Recorde-se que a ALTM foi fundada em Bragança, em 12 de Junho de 2010 e já teve três direções presididas por Ernesto Rodrigues, Amadeu Ferreira, entretanto falecido, e António Chaves. Cada mandato prevê três anos, mas nenhuma direção cumpriu esse período de tempo. É também a primeira direção que tem uma mulher na liderança, tendo mais três, entre os onze membros eleitos. Assunção Anes Morais nasceu em Chaves, é subdiretora do Agrupamento de Escolas de Vila Pouca de Aguiar e é autora de uma boa meia dúzia de obras literárias que fazem antever um percurso notável, dada a sua juventude e o seu dinamismo. A equipa que convidou para três próximos anos ficou assim constituída: Assembleia-Geral: António Francisco Caseiro Marques, António Francisco Dias Vieira e António Manuel Afonso, respetivamente Presidente e secretários. Na Direção: Maria da Assunção Anes Morais, Carlos Prada de Oliveira, Maria Odete Costa Ferreira, Carla Alexandra Ferreira Espírito Santo Guerreiro e Joaquim Ribeiro Aires. Conselho Fiscal: Artur Ferreira Coimbra, (Presidente) Ana Conceição Bernardo e Bernardino Pacheco Henriques (Vogais).

1 comentário:

  1. Parabéns pelo artigo!
    Sublinho que gostei, particularmente, do extrato que escolheu do programa de ação da lista vencedora.
    Abraço
    Odete Costa Ferreira

    ResponderEliminar