quarta-feira, 7 de junho de 2017

O Juiz


A vida do juiz que deteve Sócrates e Salgado, foi agora publicada em livro. Este volume trata da biografia do juiz Carlos Alexandre, e resulta de dezenas de conversas com amigos e críticos do magistrado. As suas autoras são as jornalistas Inês Bastos e Raquel Lito. E segundo as próprias: "Goste-se ou não de Carlos Alexandre, é incontornável que ele é atualmente uma das personalidades que está na posse de mais informação sobre os meandros dos sistemas político, financeiro e empresarial em Portugal, e sobretudo sobre as manobras que se alinham nos bastidores".
E no jornal Expresso lê-se: “A sua infância em Mação, a escola, os trabalhos como carteiro e servente de pedreiro, as dificuldades económicas da família, as sessões de acupuntura, a 'forretice' e o gosto pela 'bricolage', são alguns dos temas contados nos capítulos dedicados à vida pessoal e personalidade de Carlos Alexandre.
Há também vários capítulos dedicados à análise das decisões tomadas por Carlos Alexandre nos principais casos mediáticos.
Ao longo das páginas são descritas as horas que este juiz, 14 anos no TCIC, as noites e fins de semana que está ocupado a ouvir escutas e a estudar processos, a segurança pessoal que passou a ter e as ameaças de que foi alvo, nomeadamente o assalto à sua casa, o cão envenenado e a mulher atropelada”.
Além de Sócrates e Ricardo Salgado, Carlos Alexandre já constituiu arguidos outras altas figuras da elite política e económica portuguesa como o ex-autarca Isaltino Morais, os antigos ministros Armando Vara, Dias Loureiro e Miguel Macedo, os administradores da PT Zeinal Bava e Henrique Granadeiro e o antigo presidente do BPN Oliveira e Costa.
"Operação Marquês", "Furacão", "Labirinto", "BPN", "Monte Branco", "Homeland", "Face Oculta", "BES-GES", "Submarinos", e "Portucale" são alguns dos processos mediáticos sobre crimes económico-financeiros que passaram pelas mãos desde juiz de instrução.

Sem comentários:

Enviar um comentário