quarta-feira, 3 de maio de 2017

28- Antologia CTMAD - Barroso da Fonte

SERRA do LAROUCO

João Barroso da Fonte, nasceu no lugar de Codeçoso, freguesia de Meixedo, concelho de Montalegre, em 19.2.1939. Frequentou o Seminário de Vila Real (1952 1962), licenciou se em Filosofia (1982), fez o Mestrado (UM 1997). Foi Oficial mil.' (Ranger), em Angola (1965/67). Trabalhou na Barragem de Pisões, como fiscal da Hica. Foi Prof. eventual do Liceu de Chaves, a ele se devendo a instalação do Centro de Emprego (de que foi o 1.° funcionário e responsável até 25.4.1974). Em 1975 transferiu se de Chaves para Guimarães, trabalhou na Inspecção do Trabalho e no IEFP Em 1982 foi nomeado director da Delegação do Porto, da D.G.C.S. cargo de que foi exonerado em 11.11.1985. Nesse ano foi eleito vereador, em regime de permanência, da Câmara Municipal de Guimarães, até 1.2.1990. Em 1.10.1990 foi nomeado Director do Paço dos Duques de Bragança e do
Castelo de Guimarães. Em 22.8.1995, a seu pedido, passou à situação de aposentado como Director de Serviços Livros de que é autor: Em verso: Neve e Altura, 1965. Formas e Sombras, 1966. O Sangue e as Palavras, 1967. É Preciso Amar as Pedras, 1970. Terra Violada, 1978. Tempo Infecundo, 1982. Pausa ao Entardecer, 1990. Trinta Anos de Poeta (antologia), 1995. Em prosa: Conheça Trás os Montes, 1970. Usos e Costumes de Barroso, 1972. Diálogo com Ferreira de Castro, 1973. Síntese Monográfica de Chaves, 1975. Vida e Obra de D. Joaquim da Boa Morte, 1979. Rifoneiro Barrosão, 1984. Rezas, Crendices e Medicina Popular em Barroso, 1985. Vida e Obra de Artur Maria Afonso, 1987. Vida e Obra de Joaquim Álvares de Moura, 1987. Guimarães Roteiro Turístico, 1991. Aspectos menos conhecidos do Paço dos Duques de Bragança, 1992. A Igreja de S. Miguel do Castelo (onde foi baptizado D. Afonso Henriques), 1992. O Castelo de Guimarães, 1992. D. Afonso Henriques Português de Guimarães,
1992. Mumadona A Fundadora de Guimarães, 1992. Paço dos Duques de Bragança Elo, Lisboa 1993 (quadrilingue). Paço dos Duques de Bragança Elo, Lisboa 1993 (Edição Popular). Antologia Poética de Autores Vimaranenses Ideal, 1993. Guimarães e as Duas Caras, 1994. Unidades Militares que passaram por Guimarães, 1995. Mosteiro de Sta. Marinha da Costa, 1995 Elo (Bilingue). Casa dos Pobres de Guimarães, 1997. O pensamento e a obra de Alberto Sampaio (1998). Colaborou nos seguintes jornais diários: Diário de Notícias (1968/ 75); Diário Popular (1969/75); Diário da Manhã (1969/73); Época (do começo ao fim); Primeiro de Janeiro (1968/73); Diário do Norte (desde 1969 até à extinção); Jornal de Notícias, desde 10 4 74 a 10 6 81; Diário do Minho («In Parábola»); Tribuna (desde o começo ao fim). Colaborou nas seguintes revistas: Crónica Feminina (1970 a 1975); Revista de Folclore (desde o começo ao fim); Resistência (1975 até 1982); Gil Vicente (desde 1980 até ao presente). Permanência (1965/1972). Colaborou nos seguintes jornais regionais: A Voz de Trás os Montes; Notícias de Chaves; Alto Tâmega; Barroso em Luta; Cávado; Soberania do Povo; Ordem Nova; Jornal de Abrantes; Notícias de Guimarães; Maria da Fonte; Unidade Vimaranense; G.l. Espaço Novo; Transmontano; Comércio de Guimarães; Jornal do Norte; Mensageiro de Bragança; Minho; Povo do Barroso; O Aveiro; Jornal de Matosinhos; Ecos de Boticas; A Voz de Chaves; Povo de Fafe; Notícias do Douro. Fundou: Além Marão (órgão da Casa de Trás os Montes de Guimarães); G.l. Espaço Novo (Jornal Escola do Gabinete de Imprensa de Guimarães); Sentinela Jornal dos Combatentes do Ultramar; A Voz do
Combatente. Dirigiu as publicações: Além Marão, durante 8 anos; Espaço Novo, 1 ano; Gil Vicente (Revista) desde 1982; Sentinela, desde o começo; Comércio de Guimarães, de 1984 até 1994; A Voz do Combatente; Poetas e Trovadores. Sócio Honorário de: Instituto Geográfico e Histórico do Amazonas. Instituto Brasileiro de Antropologia da Amazónia. Gabinete de Imprensa. IPIR (Instituto Português de Imprensa Regional). Associação Internacional dos Amigos de Ferreira de Castro. Casa de Trás os Montes do Porto. Fundou as associações: Gabinete de Imprensa de Guimarães. Instituto Português de Imprensa Regional. Associação dos Combatentes do Ultramar. Casa de Trás os Montes e Alto Douro do Porto. Movimento dos Licenciados da Função Pública. Associação de Pais da Escola de Santa Luzia. Como dirigente associativo exerceu os cargos de: Vice Presidente do Grupo Desportivo de Chaves (1973 ano em que subiu à II Divisão). Presidente da Casa de Trás os Montes e Alto Douro, de Guimarães. Presidente do Gabinete de Imprensa de Guimarães. Presidente da Associação de Pais da Escola de Santa Luzia. Presidente da Associação dos Combatentes do Ultramar. Presidente da Assembleia Geral da Associação de Pais da Escola Francisco de Holanda. Presidente da Assembleia Geral do IPIR. Presidente do Conselho Fiscal da Associação de Amizade Portugal USA. Presidente da Assembleia Geral da Associação de Pais da Escola Preparatória de Creixomil. Secretário da Direcção da Sociedade Martins Sarmento. É Sócio de 35 associações entre as quais: Associação dos Amigos de Ferreira de Castro. Associação de Operações Especiais. Associação Portuguesa de Antropologia e Etnologia do Porto. Associação Portuguesa de Escritores. Sociedade Portuguesa de Autores. Associação Cultural SOL XXI. Movimento 10 de Junho. Círculo Cultural Miguel Torga. Prémios literários: 1° Prémio Nacional de Jornalismo promovido pelo Antigo Grémio da Imprensa Regional. Prémio da Direcção Geral do Turismo, integrado na Campanha "Conheça Portugal Desconhecido". 1.° Prémio
Reportagem Regionalista nos Primeiros Jogos Florais do Clube de Vila Real. 1.° Prémio em Conto, organizado pelo CAT (Centro de Alegria no Trabalho), em 1962. 1.° Prémio em Quadra Popular promovido pela Casa de Trás os Montes e Alto Douro de Guimarães, em 1973. 1.° Prémio de Poesia de 1989, promovido pela Casa de Trás os Montes, Porto. 1.° Prémio na modalidade de Estudo Etnográfico nos II Jogos Florais de Montalegre (1984). II Prémio nos Jogos Florais do XXV aniversário da Casa de Trás os Montes e Alto Douro de Coimbra (1995). Por outro lado, o júri da Salpodium distinguiu o, em 1992, com o prémio dedicação e, em 1993, com o Prémio Literatura. Criou e organizou: I, II e III Jogos Florais de Chaves. I Jogos Florais de Montalegre. I e 11 Jogos Florais de Guimarães. Jogos Florais de Guimarães, integrados no I Congresso Histórico (1979). Promoveu e orientou: Curso de Iniciação ao Jornalismo nos treze Concelhos do Distrito de Braga, em colaboração com o G.1. e o FAOJ e ao longo de sete semanas. Curso de Iniciação ao jornalismo, em Chaves, com o Patrocínio do "Alto Tâmega". Frequentou os seminários: Portugal e a Europa organizado pela Secretaria de Estado da Comunicação Social. A Comunidade Económica Europeia Organizado pelo Gabinete de Integração Europeia do Ministério do Trabalho que decorreu no Porto nos dias 14, 25 e 26 de Novembro de 1980. Participou com comunicações: 1.° Congresso de Escritores Portugueses que decorreu em Lisboa em 1982. 1.° Encontro de Escritores e Jornalistas Transmontanos que decorreu em Vila Real em 1981. 1.° Congresso de Escritores de Língua Portuguesa, Lisboa, 1989. 1.° e 2.° Congressos da Imprensa Regional do Norte (1987 1988). l.° Congresso da Imprensa Não Diária, nas Caldas da Rainha (1985). Em Novembro de 1994 foi o palestrante oficial nas comemorações da Casa de Trás os Montes e Alto Douro, em Newark (USA). Em 1995 foi convidado pela Casa de Lafões (em Lisboa) para falar de Leonor Alvim alicerce da Casa de Bragança. Fez parte da Comissão Organizadora do 1 Congresso Histórico de Guimarães. Antologiado: Encontra se antologiado em diversas colectâneas de poesia, incluindo livros escolares, oficialmente aprovados para o ensino secundário, como por exemplo: A Hora (7.° ano unificado), Porto Editora, 1977; Aula Viva (9.° ano), Porto Editora, 1994; e Língua Portuguesa (8.° ano), Porto Editora, 1996, Crescer em Português (7.° ano) Porto Editora, 1998. Prefaciador: Prefaciou cerca de meia centena de livros, sobretudo poesia, de autores vários. Também apresentou dezenas de autores em diversas cidades e vilas. Condecorações: Insígnias da Ordem do Rio Branco, com o grau de Oficial, pelo Presidente da República Federal do Brasil (1990). Medalha do 1.° Centenário da Abolição da Escravatura Negra do Amazonas (1991). Medalha de Mérito Militar (por acções em combate) e Medalha Comemorativa das Campanhas de Angola (1965 1967). Cargos Políticos: Vereador a tempo inteiro (entre 1986/1990). Deputado Municipal desde 12 de Janeiro de 1990. Membro da Assembleia Distrital. Membro do Conselho Municipal (enquanto existiu em Guimarães).

Sem comentários:

Enviar um comentário