terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Parabéns ao Padre Fontes!

JORGE LAGE
Não sei se os meus amigos visitaram o blogue http://tempocaminhado.blogspot.pt/ do ilustre amigo Armando Palavras, que se «passeia» pela linha de Cascais, mas acho que o coração se divide entre Freixo (o da grande Espada) e arredores do Bairro Latino (rima com ladino na rivalidade com Vila Real). O amigo Doutor Armando editou uma pequena mensagem minha para o amigo Barroso da Fonte e lá está.
Com estes actos solidários do nosso ilustre freixanista vamos cimentando os laços de amizade e solidariedade entre os que nos une a paisagem, o chão, a amizade e um profundo visco sociológico.
Para mim, os transmontanos e alto-durienses não são bem, bem a mesma coisa, do resto do rectângulo luso, há mais qualquer coisa que nos cria laços de vizinhança e de grande família.
Por isso, estava eu há pouco mais de um mês no «chek-in» do aeroporto de Montreal e as malas da família, enquanto no aeroporto anterior foram pesadas e calculadas para nos roubarem mais uns dólares, a Senhora do Balcão recebeu os passaportes e leu «Bragança». Pronto já está tudo.
Depois com um sorriso aberto, feliz e brilhoso, disse-nos: - nós, os trasmontanos, somos muito despachados!
Mas, eu estava a dar os parabéns ao nosso querido Padre Fontes, que amanhã acho que pega em «duas candeias» para celebrar ou naquele número mítico e bíblico, jogando-se parabolicamente com o sete.
Não tenho palavras, pelo afecto e ternura que tenho com quem tanto lutou e luta pela Nossa Terra e que os ronhosos dos políticos e suas comanditas tentam menorizar.
Para essa gente que se governa em vez de governar a luta do Padre Fontes não tem expressão.
Quer queiram, quer não, sem o Padre Fontes Montalegre, o Barroso, Trás-os-Montes e Alto Douro e o país não eram tão conhecidos, nem admirados.
Embora eu não tenha necessidade de certas receitas naturais do Barroso e de outras paragens, tenho alguma qualidade de vida devido aos tratamentos naturais que faço e na minha vida há o antes e depois e não são dois ou três produtos naturais com que me avenho...
Ignorantes na nossa cultura popular são todos os que a desprezam por mais doutorices de disfarce se adornem.
Obrigado Padre Fontes e parabéns por mais um aniversário que a 22 de Fevereiro se eleva, celebra e louvamos! Que se repita «setenta vezes sete».
Nota: Desta vez, antecipei-me ao meu «hiphone», que amanhã me vai lembrar.

Jorge Lage 

Sem comentários:

Enviar um comentário