sábado, 19 de novembro de 2016

CO:LATERAL UM ESPETÁCULO DE DANÇA E ARTES DIGITAIS DE NÉ BARROS E JOÃO MARTINHO MOURA


CO:LATERAL
UM ESPETÁCULO DE DANÇA E ARTES DIGITAIS
DE NÉ BARROS E JOÃO MARTINHO MOURA
19 NOV | 21H30
ARQUIPÉLAGO | AÇORES

CO:LATERAL foi desenvolvido a partir do projeto performativo Nuve onde se explorava a relação entre a dança e as artes digitais. Inicialmente apresentado em 2010, este solo interpretado por Né Barros, deu origem a diversas publicações nacionais e internacionais. Ali, o corpo projetava-se e estendia-se numa relação de intimidade com a realidade virtual interativa. O discurso performativo resultante desta ligação, apela a um momento extraordinário, a um momento poético feito de espaço e corpo, feito de mistura de realidades, feito de duplos e de imagens.
                              
Né Barros

Coreógrafa e investigadora, ao longo da sua carreira tem desenvolvido em ligação os seus trabalhos artísticos com os científicos. Investigadora no Instituto de Filosofia no Grupo Estética, Política e Conhecimento (U.P.) onde coordena o projeto: Performances no Contemporâneo. Doutorada em Dança (FMH, UL) e Master of Arts in dance studies no Laban Centre, City University em Londres. Frequentou a Faculdade de Ciências do Porto e concluiu o Curso  Superior de Teatro (ESAP). Artisticamente, iniciou a sua formação em dança clássica e mais tarde trabalha dança contemporânea e composição coreográfica, nos Estados Unidos, Smith College. Fez cinema e teatro. Tem colaborado com diversos artistas plásticos, fotógrafos, músicos, encenadores, artistas multimédia. Como formadora tem colaborado com diversas instituições e é professora na ESAP. Autora do livro Da Materialidade na dança, Co-editora de Artes Performativas: Novos Discursos, Das Imagens Familiares, Deslocações da Intimidade, e co-autora, Story Case Print. Co-fundadora e membro da direção do balleteatro. Co-diretora do festival de cinema Family Film Project.

João Martinho Moura

Artista-investigador. Seus interesses estão focados na arte digital, interfaces inteligentes, música digital e estética computacional. Tem um interesse especial na visualização em tempo real e na criação de artefactos digitais impulsionados pelo corpo. Na última década vem adotando novas maneiras de representar o corpo nas media arts, desenvolvendo artefactos interativos, principalmente representados por abstrações visuais monocromáticas e linhas minimalistas.

Direção e coreografia: Né Barros
Criação digital: João Martinho Moura
Musica e Desenho de Luz: João Martinho Moura
Figurinos: Né Barros
Intérprete: Sara Maru
Produção: Teresa Camarinha / balleteatro
Fotografia: João Martinho Moura
Duração: aproximadamente 30 minutos

                                                                                                                                    Enviado por Donzília Martins

Sem comentários:

Enviar um comentário