quinta-feira, 20 de outubro de 2016

O rei dos pudins


Virgilio Gomes
Claro que irei escrever sobre o Pudim do Abade de Priscos que é indubitavelmente o melhor pudim português. Lamentavelmente é mal copiado ou dá-se o seu nome a pudins, que apesar de terem ovos, em nada se assemelham ao glorioso. No final encontrarão a pior receita que encontrei e que lhe chamam Abade de Priscos.
A subtileza e a textura invulgar deste pudim merece que se lhe atribua o epíteto do título. É seguramente o pudim português de maior excelência, o que lhe dá um prestígio invulgar no capítulo da doçaria portuguesa. Não sendo de origem conventual é o doce mais rico criado após a extinção das ordens religiosas em Portugal, 1834. Apesar de se supor ter sido criado em finais do século XIX só em 1925 encontramos a sua receita publicada, num livro curioso com o título “Biblioteca Culinária” da autoria de Febronia Mimoso e editado pela Livraria Civilização, Porto.

Sem dúvida o melhor pudim de ovos da doçaria portuguesa:
http://www.virgiliogomes.com/index.php/cronicas-pt/792-o-rei-dos-pudins

Sem comentários:

Enviar um comentário