quinta-feira, 17 de setembro de 2015

Certificado de qualidade de reciclagem na restauração?





Jorge Lage

1- Certificado de qualidade de reciclagem na restauração?–
Especialistas mundiais chegaram à conclusão que em cada ano esgotamos mais um terço dos recursos que o Planeta Terra tem capacidade de regenerar em igual período. Isto quer dizer que, ou «ganhamos juízo» ou está em causa a sobrevivência da humanidade e não vai durar muitos séculos. Isto mesmo, me foi dito, durante um jantar que tive a honra de lhe oferecer, ao grande biólogo, Prof. Jorge Paiva. Isto para vos dizer, que é preciso fazer-se muito mais para que haja uma biodiversidade sustentável. Nomeadamente, os nossos autarcas têm que ir mais longe, principalmente os responsáveis pelos pelouros do Ambiente. Foi no Restaurante «Meia Tigela», com uma decoração invulgar e um serviço interessante, nas Caldas da Rainha, que me apercebi que o mesmo tinha à entrada um «Certificado de Qualidade de Reciclagem» e pensei que era uma boa sugestão para a restauração e similares de Trás-os-Montes e Alto Douro e, muito mais nas «casas de pasto» de Mirandela e concelho. Há uns quatro anos, o dono dum popular restaurante do Bairro da Cadêa, disse-me que não fazia separação de resíduos urbanos porque o ecoponto ficava a uns duzentos metros. E qual é a distância que fazem os clientes para lhe darem o pão a ganhar no dia-a-dia? E quanto percorre para ir buscar os produtos para o restaurante? Entendo que será uma boa medida, os municípios (incluindo o de Mirandela) de estimularem os restaurantes dos seus concelhos para encaminharem os resíduos para os ecopontos, passando «Certificados de Qualidade de Reciclagem»? Entregar no ecoponto (ou em associação de solidariedade) papel/cartão, vidro, metais/plásticos (incluindo as garrafas plásticos de óleos alimentares) e óleos das frituras. É preciso muito pragmatismo nos jardins-de-infância e nas escolas do concelho. O Ambiente não se defende com show-off e com bandeiras e t-shirts a fazer de conta do MEC. É preciso muito trabalho estrutural semana a semana.

Sem comentários:

Enviar um comentário