segunda-feira, 10 de setembro de 2018

Um dia com os Avantes


Por razões profissionais, entre elas organizar o grosso de dois trabalhos na nossa área académica, para os publicarmos no próximo ano, o mês de Agosto prendeu-nos à área metropolitana de Lisboa. Excluindo uma passagem rápida por Mogadouro (em casa do nosso primo Hirondino Isaías), na primeira semana do mês (viagem de carro que não fazíamos há uma década), fizemos ontem uma viagem relâmpago ao Seixal, onde passámos o dia com Avantes amigos. Andávamos há dez anos para lá ir. Ontem teve de ser. Sobretudo para estarmos com a nossa irmã.
Há cerca de 25 anos tínhamos andado por lá. A coisa ainda era, de certo modo, “primitiva”. Ontem reparamos que a coisa tinha evoluído e muito. O próprio slogan nos altifalantes mudara. Hoje informam: “Camaradas, amigos e visitantes”!
Foi um dia bem passado, muitíssimo melhor que o de Ivan Denissovitch, o do romance de Spljenítsin. Um mar de gente! Sim, um mar de gente ordeira e disciplinada. Nada falha. Se se despir o preconceito, assiste-se a um evento (cultural, de lazer – e até politico) impressionante!
É claro que lá estavam os slogans de costume: Palestina para aqui, Palestina para ali. Nato isto, Nato aquilo.


Mas nós fomos lá para passar um dia com amigos (Avantes). E observar in loco como a coisa funcionava. São vários os palcos espalhados pela quinta. Cada palco tem o seu público, as crianças têm o seu espaço. As actividades são diversas (arte, livros, artesanato de diversos países, palestras ordeiras, venda disto e daquilo). Em termos de serviços a coisa funciona lindamente: secção de perdidos e achados, ambulâncias à farta, bombeiros idem, segurança do melhor, casas de banho (limpas), multibancos, rapel, tabacarias, locais de sombra, fontanários, incluindo um pequeno “TGV” que corre a quinta de  “fio a pavio", e por aí adiante.
Também se vê lá gente da borrachice e das fumaças – mas tudo controlado, com os seguranças à perna.
Gostámos de ver o espaço dos restaurantes. Gente de todo o lado, das delegações regionais do Partido: Bragança, Vila Real, Braga, Beira, Algarve, Setúbal, etc. Abancámos nos Avantes de Vila Real (não houve tempo para ir aos Avantes de Bragança, a não ser de passagem), onde comemos uma belíssima feijoada à transmontana e se bebeu um reserva de Vila Real.
Gostámos.

Sem comentários:

Enviar um comentário