terça-feira, 10 de julho de 2018

Operação de raça salva os 12 rapazes e o treinador tailandeses, presos 17 dias numa gruta


Ao fim de 17 dias presos na gruta e sob ameaça de inundação, o grupo de 12 crianças e o treinador foram resgatados e estão a ser assistidos. A informação foi confirmada pela Marinha tailandesa.

O dia do fim do "milagre" feito por homens com a ajuda da "ciência"

Chegou ao fim o resgate, numa operação que nem as autoridades tailandesas arriscam dizer se foi resultado da "ciência" ou de um "milagre". As 12 crianças e o treinador estão agora no hospital num regime de quarentena que deve durar 7 dias, de forma a reforçarem as defesas. Os próximos passos são, aparentemente, menos complexos do que as operações para retirar a equipa da gruta.
Assegurar a saúde das crianças e do jovem treinador: Estão todos no hospital, mas mais por precaução do que por sintomas de terem desenvolvido alguma doença. Ainda assim, prudentes, os médicos tentam despistar a existência de doenças como a histoplasmose (a "doença da caverna", que provoca problemas respiratórios), no plano mental (devido à experiência traumática que passaram) ou desidratação (embora as crianças tenham ingerido água que escorria da caverna), entre outros.







Sem comentários:

Enviar um comentário