sábado, 7 de maio de 2016

É isto a nossa“Romaria”

Por: Costa Pereira-Portugal, minha terra

Para dar cumprimento à proposta que depois da primeira visita ao Santuário de Sonsoles, em terras de Ávila, fez São Josemaria Escrivá, em 1935, também hoje fui fazer uma romaria ao santuário de Nossa Senhora da Luz, em Carnide-Lisboa.  Propôs o fundador do Opus Dei, que todos os fieis da Prelatura, em “sinal de amor a Nossa Senhora, fizessem anualmente, no mês de Maio, uma romaria a uma santuário ou  a um lugar onde se honre uma imagem de Santa Maria. E desde então, esse costume divulgou-se também junto de tantas pessoas que tomaram conhecimento da sua mensagem”.  
Embora ficasse radiante perante as manifestações multitudinárias de amor a Nossa Senhora, mas pessoalmente tinha predileção pela romaria feita individualmente ou em grupos reduzidos, de duas ou três pessoas. Dizia: “Respeito e estimo outras manifestações publicas e de piedade, mas, pessoalmente, profiro tentar oferecer a Maria o mesmo carinho e o mesmo entusiasmo por meio de visitas pessoais, ou em pequenos grupos, com intimidade”. Constam de três terço, um na ida; o terço do dia, no santuário; e outro terço no regresso. É isto a nossa “Romaria”.

Assim fiz esta sexta-feira e com outro amigo lá fomos até este santuário mariano, que fazendo de sede da paróquia de São Lourenço de Carnide, tem no Sr. Padre Frei José António um dedicado e dinâmico zelador.

Sem comentários:

Enviar um comentário