terça-feira, 12 de abril de 2016

Nunca digo que não…é feio.

Por: Costa Pereira -Portugal, minha terra. 

 Como prometi na véspera, no domingo dia 10, lá voltei a Fátima para estar presente no encerramento da Peregrinação Nacional dos Amigos do Verbo Divino de 2016. Sempre que possível costumo associar-me a esta grande família cristã, por norma integrado no núcleo da Bajouca, no qual pontifica entre outros o casal Fernanda Capitão e José Ferreira Soares, generosos bajouquense sempre disponíveis para servir a comunidade. Pelo menos desde  2008 que procuro acompanhar as actividades caritativas desta comunidade religiosa e missionária de leigos e clérigos, cujo fundador foi Arnaldo Jansser, e teve como primeiro missionário São José Freinademetz. Ao facto me referi, no blog Retaguarda, em 22 de Outubro desse mesmo ano.

  A chuva que carregou forte e não constava no programa, impediu-me de respeitar o guião, e às 10h00 poder estar na capelinha a recitar o Terço com todos os participantes no activo...Fiquei no autocarro com o ti Silvino Afonso, até que abrandasse. Um baptizado pode fazer oração onde quer que se encontre, foi o que se fez. Mas às 11h00 lá estávamos nós os dois, no Santuário, fazendo frente ao mau tempo para assistir à Missa solene e dominical que Nossa Senhora de Fátima nos permitiu partilhar.

 Depois, foi o almoço, marcado para as 13h00, que teve lugar num dos parques do Santuário, nas traseiras do Centro Pastoral Paulo VI. Aqui se nota além deste casalinho de “banana em punho”, também na mesma fileira se enxerga parte daqueles que me ofertaram o “tintol” que ajudou à digestão dos torresmos e pão cozido pela Fernanda Capitão

 Nestas andanças a partilha faz parte do convívio, e do relacionamento fraternal. E quando necessário, até quem não tem que partilhar, partilha com os que tem, e foi convidado a festejar... No convite que me foi feito para este evento assim aconteceu, e aqui, a senhora... do "barrete", além do convite, prometeu um garrafinha..., mas deixou o saca-rolhas em casa. Partidas de senhora... Mas há sempre uma alma caridosa nestes convívios.

Almoço concluído, vamos a tomar lugar no anfiteatro do Centro Pastoral Paulo VI, que ficou abarrotar e cerca das 15h00 abriu para receber uma enorme multidão de Amigos do Verbo Divino.

 Uma tarde cultural, animada e missionária, como sempre  a cargo dos animadores vindos das várias comunidades nacionais, onde em Portugal o Verbo Divino está mais implantado: Guimarães, Tortosendo, Lisboa, Almodôvar, Nisa, Fátima e Bajouca.

 Mais um verdadeiro sucesso, neste ano da Misericórdia. Pena não poder cumprimentar o meu distinto conterrâneo, o mondinense sr. padre Matos, que soube estar adoentado. Mas rezou-se por ele.

 Cerca das 17h00 encerrou a Peregrinação de 2016, e cada um dos muitos participantes partiu mais enriquecido e determinado a ser missionário e misericordioso, como pede o Papa Francisco, e o meu São Josemaria Escrivá também aconselha aos membros do Opus Dei.

Ah! Faltou-me dizer que a Helena, guardou a garrafinha para ser gasta em sua casa e convidou além de mim e da tia Saudade as duas Marias da Gaspara e o ti Silvino. Tinha que ser e o David preparou o resto…Obrigado e contem sempre comigo que eu nunca digo que não…é feio.

Sem comentários:

Enviar um comentário