sábado, 26 de dezembro de 2015

Os mestres do Rijks num livro que é uma obra de arte

O que torna as obras de arte do Museu Rijks de Amesterdão especiais? O que faz delas intemporais? O designer holandês Marcel Wanders fez um livro, que é ele próprio um objecto de arte, com o qual procura respostas para estas perguntas.
Rijks, Masters of the Golden Age é uma homenagem aos grandes pintores holandeses do século XVII, a Idade de Ouro dos Países Baixos. Wanders pega nas pinturas da Galeria de Honra do museu e amplia-as, destaca-lhes pormenores, viaja graficamente por elas, ao mesmo tempo que convida uma série de personalidades de diferentes áreas (entre os quais o chef Ferran Adrià, o filósofo Alain de Botton e o fotógrafo e cineasta Anton Corbijn) para explicarem por que é que, na opinião deles, estes quadros continuam a dialogar connosco hoje.
Há três versões do livro. A Unique Art Edition, toda feita à mão com trabalho a ouro na capa e personalizada — o que significa que o comprador recebe a visita de Marcel Wanders e discute com ele detalhes que podem incluir, por exemplo, que toda a caligrafia seja na sua língua natal. O preço desta edição, que pesa 40 quilos, não é revelado e depende dos detalhes pedidos, mas será sempre superior a 100 mil euros.
A Limited Edition custa 6500 euros, pesa 35 quilos, tem a capa gravada a prata, e vem, tal como a Unique Art, acompanhada por uma mesa de apoio. Por fim, a Coffee Table Edition é a que chegará às livrarias e tem o preço de 125 euros.
In: Fugas, nº 814,  Público

Sem comentários:

Enviar um comentário