terça-feira, 30 de junho de 2015

Notícias das Letras (3) - Revista Tellus, nº 62 (Junho de 2015)

 Notícias das Letras (3)


Novo livro de A. M. Pires Cabral

Acaba de sair, com a chancela das Edições Cotovia, o novo livro de contos de A. M. Pires Cabral, intitulado A navalha de Palaçoulo.
Constituem a obra dez narrativas, na maioria relativamente breves, cuja acção vai geralmente avançando em direcção a um desfecho inesperado ou surpreendente. Os títulos: “Mistérios da polissemia”, “O Poeta”, “A caixa”, “O preço”, “O meio-termo”, “O cozinheiro calista”, “Um dedo a menos”, “Um tão longo namoro”, “Uma viagem na Linha do Tua” e o que dá o título ao livro, e mais extenso de todos, “A navalha de Palaçoulo”.
Simultaneamente saiu, também na Cotovia, a segunda edição de O Cónego, romance vencedor do Grande Prémio de Literatura DST, em 2008, que se encontrava esgotado já há algum tempo.

Novo livro de Isabel Mateus

Isabel Mateus (Quintas do Corisco, Moncorvo, 1969) acaba de publicar mais uma novela em que regressa aos temas campestres: Sultão – O burreco que veio de Miranda.
In: Revista Tellus, nº 62
 (Junho de 2015)
É de alguma forma uma continuação da novela anterior, Farrusco – Um cão de gado trasmontano, publicada em 2013. Em ambas se nota a simpatia por dois animais bem característicos de Trás-os-Montes. No seu mais recente trabalho, Isabel Mateus conta peripécias centradas em diversos burros, contribuindo para chamar a atenção para essa espécie zoológica de grande utilidade nas tarefas rurais, outrora abundante e de que não restam hoje muitos exemplares, a ponto de se ter criado em terras de Miranda uma associação, a AEPGA, que tem por objectivo o seu estudo e protecção.
Tal como no trabalho anterior, a autora usa uma linguagem despretensiosa mas escorreita, e demonstra uma notável agilidade narrativa




Sem comentários:

Enviar um comentário