terça-feira, 1 de novembro de 2016

O falsete governativo


Há 15 dias foi anunciado em todos os jornais e televisões o aumento de 3,1% na Educação. Afinal o aumento é um corte de 2,7%. Mas, desta vez, ninguém disse nada. Porque quem actualmente dirige os destinos da nação (sem ter ganho eleições) havia ocultado os dados da execução orçamental de 2016, para poder anunciar o aumento.
A coisa é inovadora. Jamais algum governo o havia feito. Mas fê-lo este, o seu alegado primeiro-ministro e os seus parceiros do PCP e do BE.
O que esta gente fez foi pura manipulação da discussão do Orçamento de 2017. Servindo-se da esperteza saloia que os levou ao poder com aquela marosca parlamentar onde assinaram uns papeis para, “tirar a direita do governo”, como diriam alguns, ou para ocupar os cargos sem mérito algum, como outros queriam. E momentaneamente conseguiram. Coisa que não é difícil num país que se rege por normas terceiro - mundistas.

Sem comentários:

Enviar um comentário