domingo, 11 de setembro de 2016

Uma entrevista


O Juiz Carlos Alexandre deu, esta semana, uma entrevista exclusiva à SIC. Alguns jornalistazinhos resolveram, em artigos de opinião, atacar o Juiz. E logo de seguida o sr. eng.º José Sócrates escreveu um artigo no jornal de Noticias (de Sábado), onde afirmava que iria apresentar queixa contra o Juiz.

E porquê? Os jornalistazinhos entendem que o Juiz teria feito uma alusão inadequada. E o sr. eng.º, seguindo o raciocínio daqueles, entende que essa alusão é “abuso de poder”.
E então qual foi a alusão?
A dada altura, questionado pela jornalista sobre a sua vida pessoal, o Dr. Carlos Alexandre falou das dificuldades da vida, dos compromissos assumidos. Disse mais. Para cumprir esses compromissos tinha de trabalhar muito porque não tinha “contas bancárias em nome de amigos”.
Foi este conjunto de palavras que juntou os jornalistazinhos à “indignação” do sr. eng.º
Retirado do contexto, este conjunto de palavras parece o que nós quisermos que pareça. Inserido no mesmo é um conjunto de palavras banal que justificam simplesmente uma questão que foi colocada pela jornalista ao Juiz. Só gente pateta consegue aqui verificar algo intencional por parte do Dr. Carlos Alexandre. Gente pateta e idiota.
Existem até maluquinhos que, cobertos pela fachada dos jornais onde escrevem, se permitem fazer juízos de valor sobre o Juiz, tirando conclusões como esta:
“Um homem que se julga a encarnação do bem, da justiça e que pensa estar acima da lei”.
Acima da lei estão esses maluquinhos. Num país decente jamais escreveriam outra crónica, pelo menos no jornal onde proferem estas alarvidades e, sendo caso, seriam encaminhados para o Conde Ferreira ou para o Júlio de Matos.
Actualizado às 16H 55m.

Sem comentários:

Enviar um comentário